Assembleia

quarta-feira, 22 de novembro de 2023

Envolvidos em assassinato de homem a mando de facção criminosa são presos na região do Bequimão, em São Luís

 



Na manhã desta terça-feira (21), a Superintendência Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP) cumpriu três mandados de prisão preventiva contra suspeitos de participarem do assassinato de Wallacy da Conceição Marcineiro.

A vítima foi morta por integrantes de facção criminosa no dia 21 de agosto de 2022, em São Luís.

Dois dos três suspeitos foram presos no Condomínio Poeirão (obra inacabada do Projeto Habitacional Península do Ipase), na região do bairro do Bequimão, em São Luís. Um dos presos estava com uma arma de fogo, por isso, ele também foi autuado em flagrante delito por posse sem autorização legal.


Dois dos presos estavam no Condomínio Poeirão.


Já o terceiro mandado de prisão foi cumprido contra um homem que já está preso no sistema penitenciário.

Após o cumprimento das formalidades legais, os presos foram encaminhados ao Sistema Penitenciário, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Segundo o delegado Ivônio Ribeiro, que está à frente das investigações, com as prisões dos últimos dois envolvidos no homicídio de Wallacy Marcineiro, a polícia classifica o caso como elucidado, pois as outras quatro pessoas acusadas de participar do crime já foram presas em operações passadas da SHPP.

O crime


Vista do Condomínio Poeirão, onde Wallacy foi morto a tiros.


No dia 21 de agosto de 2022, criminosos invadiram um apartamento no Poeirão/Península do Ipase, na região do Bequimão, onde Wallacy da Conceição Marcineiro estava com a esposa e uma filha de dois anos.

A vítima foi arrastada pelos criminosos para fora do apartamento e, em seguida, assassinada a tiros.

As investigações apontam que, meses antes do crime, a vítima se envolveu em uma briga familiar e agrediu uma prima, que é mulher de um integrante de facção criminosa, que estava preso. Esse faccionado teria ameaçado Wallacy, de dentro do presídio, e determinado sua morte a comparsas, que iniciaram uma perseguição.

Após retirar a vítima de casa, o trio chegou a tirar fotos de Wallacy para confirmar a identidade e depois o mataram a tiros.

Três suspeitos de participação no crime foram presos preventivamente no dia 9 de novembro de 2022, no bairro Parque Jair, em São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís.

O nome dos presos não foi informado, mas são dois homens e uma mulher, de 27, 25 e 24 anos, que foram encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Fonte: Blog do Gilberto Lima