Assembleia

quinta-feira, 7 de março de 2024

Avião da Polícia Federal cai em aeroporto e mata dois agentes

 


Dois agentes da Polícia Federal (PF) morreram na queda de avião no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte (MG), na tarde desta quarta-feira (6/3). Eles são Guilherme de Almeida Irber (foto 1), de 44 anos, e José de Moraes Neto (foto 2).



O Corpo de Bombeiros informou que o avião decolou, mas perdeu altitude logo depois e caiu na lateral da pista. As causas do acidente ainda não foram esclarecidas.



A aeronave é um Cessna 208B, fabricado em 2001, com 11 lugares e capacidade para nove passageiros.



Segundo o tenente Henrique Barcellos, os bombeiros foram acionados para a ocorrência às 14h27 de hoje. Ao chegarem ao local, encontraram duas pessoas já em óbito e uma ferida. A perícia confirmou a identidade das vítimas.



O Aeroporto da Pampulha já retomou o funcionamento. Equipes dos bombeiros permanecem no local para a segurança, devido à presença de líquidos inflamáveis que podem causar a reignição de incêndio.



Ainda conforme a publicação, uma vítima, de 51 anos, que sofreu trauma abdominal durante a queda, foi socorrida ao hospital, mas está consciente.



De matrícula PR-AAB, o avião caiu ao lado da Academia dos Bombeiros, próximo da barragem da Lagoa e da Avenida Antônio Carlos..

Comoção na PF



As identidades das vítimas foram confirmadas pelo Sindicato dos Policiais Federais no estado de Minas Gerais e pela própria corporação. “A todos os familiares e amigos, os nossos mais sinceros sentimentos e o desejo de que encontrem conforto nesse momento de dor”, escreveu a entidade, em nota



Ambos eram comandantes de aeronaves e agentes da PF lotados na Coordenação de Aviação Operacional da Diretoria-Executiva da Polícia Federal..

Guilherme de Almeida Irber estudou no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e se mudou para Brasília em 1995. Durante sua vida, morou em cidades como Salvador (BA), Rio Branco (AC), Cucuí (AM) e Goiânia (GO), segundo informações da rede social.

Fonte: Blog da Suelda Santos