Assembleia

quarta-feira, 13 de março de 2024

Travesti é assassinada a pedradas em Barra do Corda; autor do crime é preso

 



O crime ocorreu na região do Santo Antônio, no bairro Vila Sampaio, no município de Barra do Corda, a 447 km de São Luís.

Uma travesti, identificada como Yhan Carlos da Conceição dos Santos, de 21 anos, conhecida como ‘Hyanna’, foi assassinada a pedradas, na madrugada desse domingo (11), no município de Barra do Corda, a 447 km de São Luís. O crime ocorreu no bairro Vila Sampaio, na região do Santo Antônio.

A Polícia Civil do Maranhão (PCMA), trabalha com três possibilidades para motivação do crime. A primeira, seria briga por consumo de crack, pois há informações que a vítima era usuária. A segunda possibilidade seria pela intolerância em relação à orientação sexual, visto que a vítima era travesti e a terceira, seria por desacerto em um pagamento de um programa.

’’Tão logo a Polícia Civil teve ciência do homicídio brutal e cruel contra Yhan, foi empregado todos os esforços necessários para elucidar o caso. Nossa equipe fez um belo trabalho colhendo informações e imagens para chegar na individualização do autor. Agora vamos confirmar os meios como se deu o crime’’, destacou o Delegado responsável pela investigação Brito Júnior.

Assassino preso

O suspeito de assassinar a travesti ‘Hyanna’ foi preso, na manhã desta segunda-feira (11), em uma ação conjunta das polícias Civil e Militar, no povoado Brejo do João, no município de Tuntum. Ele foi identificado como Francisco Ramos, conhecido como “Galeguinho”.

Segundo o delegado Brito Júnior, titular da Delegacia Regional de Grajaú e responsável pelo plantão da Regional de Barra do Corda, o homem foi autuado em flagrante por homicídio qualificado por meio cruel.

Os policiais chegaram até o suspeito após analisarem imagens de câmeras de segurança do local do crime, que fica próximo a uma casa de festa, na Vila Sampaio, onde a vítima e o homem estariam antes do assassinato. Nas imagens foi possível ver o momento em que Francisco passa a agredir ‘Hyanna’ com pedradas.

Na delegacia Francisco alegou ter tido uma briga com a vítima, ao negar manter relações com ela. O suspeito disse também que foi ameaçado pela vítima com uma faca e que estava embriagado na hora do crime.

Francisco já tem passagem pela polícia pelo crime tentativa de feminicídio. Após os procedimentos de praxe, o suspeito foi encaminhado a uma unidade prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

Fonte: Blog do Gilberto Lima